Jornal do Brasil

Quinta-feira, 23 de Fevereiro de 2017

País

Advogados de Lula dizem que Moro faz "perguntas de um inquisidor"

Juiz ouviu nesta segunda-feira o ex-presidente da Petrobras Sérgio Gabrielli 

Jornal do Brasil

O juiz Sérgio Moro ouviu, nesta segunda-feira (13), o ex-presidente da Petrobras José Sérgio Gabrielli, arrolado como testemunha de defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na ação penal da Lava Jato  sobre o tríplex em Guarujá, no litoral de São Paulo. Durante o depoimento de Gabrielli, os advogados de Lula interromperam uma pergunta de Moro afirmando que o juiz fazia “perguntas de um inquisidor, e não as perguntas de um juiz”. (Veja na parte 2 do depoimento)

A audiência começou às 9h30 e foi realizada por videoconferência de Salvador (BA), com a Justiça Federal do Paraná, em Curitiba.

>> Defesa de Lula pede explicação sobre delegado

Ao perguntar a Gabrielli qual foi o motivo da substituição de Nestor Cerveró por Jorge Zelada na diretoria internacional da Petrobras, em 2008, o ex-presidente da estatal disse que foi uma decisão do Conselho Administrativo, a partir de uma solicitação de representantes do governo, mas que uma reestruturação da diretoria já estava sendo pensada pela companhia. Ainda segundo Gabrielli, no conselho não se discutia a questão partidária. Ele teria ficado sabendo da indicação do PMDB por meio da imprensa.

Depoimento de Gabrielli - parte 1

Depoimento de Gabrielli - parte 2

Moro insistiu por diversas vezes, perguntando se Gabrielli não havia questionado o motivo da mudança da diretoria. Foi quando os advogados de Lula afirmaram que havia um limite para as perguntas: "Há um limite excelência. Vossa excelência está insistindo." 

Moro respondeu: "Eu estou fazendo as perguntas, doutor. Não estou induzindo a testemunha." 

A defesa de Lula então disse que aquela era a quinta pergunta. "Ele já respondeu." 

Moro então retrucou: "Eu ouvi pacientemente as perguntas da defesa e do Ministério Público, eu estou fazendo as minhas perguntas. Certo?" 

Foi quando o advogado de Lula afirmou: "Mas as suas perguntas são as perguntas de um inquisidor, e não as perguntas de um juiz." 

Moro reagiu: "Doutor, respeite o Juízo." 

A defesa de Lula respondeu: "Vossa excelência respeite então a ordem processual."

Na audiência, estavam presentes três advogados da defesa de Lula: Cristiano Zanin Martins, Juarez Cirino dos Santos e June Cirino dos Santos.

Tags: advogados, gabrielli, inquisidor, jato, juíz, lava, Lula, moro, Sergio

Compartilhe: