Jornal do Brasil

Quinta-feira, 23 de Fevereiro de 2017

Fotos e Vídeos

Diante de Moro, Gim Argello chora: 'Eu não sou desonesto'

Leia +

O ex-senador Gim Argello caiu em contradição durante interrogatório ao juiz Sérgio Moro, na sexta-feira (26), e chegou a chorar diante do condutor da Operação Lava Jato. Argello foi preso em abril, durante na Operação Vitória de Pirro, desdobramento da Lava Jato.
“Não sabia naquela época que eles (empreiteiros) eram envolvidos com Petrobras, acho que ninguém sabia, sem ser o senhor ou o Ministério Público, sobre esse clube de propina, essa roubalheira que eles fizeram na Petrobrás”, disse Argello. Ao final de seu depoimento, o ex-senador, aos prantos, disse que sempre defendeu a Lava Jato e que não era desonesto.

Compartilhe:

Fotos e Vídeos

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.